Diabetes faz baixar esperança média de vida na próxima década




A diabetes, actualmente a quarta principal causa de morte na maioria dos países desenvolvidos, deverá conduzir, segundo previsões da Organização Mundial de Saúde (OMS), a uma redução da esperança média de vida já na próxima década, fenómeno que ocorrerá pela primeira vez em 200 anos.

A situação resulta do facto da doença (diabetes) se manifestar cada vez mais cedo, com os seus efeitos – morte por enfarte ou por AVC, nomeadamente – a ocorrerem em idades cada vez mais precoces reduzindo a esperança média de vida.

A explicação foi dada pelo coordenador do Programa Nacional de Prevenção e Controlo da Diabetes e presidente da Sociedade Portuguesa de Diabetologia (SPD), José Manuel Boavida, que recorda que «cerca de 30 por cento das pessoas que morrem por enfarte ou AVC desenvolveram estas patologias porque tinham diabetes».

Ainda de acordo com este especialista, prevê-se que os índices de mortalidade aumentem 25% nos próximos dez anos, com um drástico impacto na esperança média de vida das pessoas.

Em Portugal, futo da civilização, já que é potenciada pela vida sedentária e os excessos alimentares, a diabetes é uma doença crónica que atinge quase um milhão de pessoas em Portugal.

Deixar uma resposta