Como lidar com o arrependimento




Arrependimento quer dizer simplesmente mudança de mentalidade ou de atitude. Em vários momentos da nossa vida nos apercebemos que uma atitude tomada anteriormente não foi a mais correta e que, no momento em que nos encontramos, faríamos tudo de forma diferente. Percebemos que agimos de forma errada de acordo com a forma que pensamos no presente, causando mal a outra pessoa ou mesmo a nós próprios, e surge então um sentimento de culpa e tristeza, o arrependimento, com o qual a maioria de nós tem dificuldade em lidar.

Neste artigo irá encontrar algumas dicas para aprender como lidar com o arrependimento. Mas não espere que tudo se irá aplicar à sua vida, porque cada pessoa tem um mundo dentro de si e o que serve para uns não servirá para outros. Este artigos é apenas uma visão abrangente sobre o tema e caberá a si ajustar cada ponto à sua própria visão do mundo e à sua vida, para aprender a lidar com o arrependimento de forma saudável e eficaz para resolver os problemas que o incomodam.

Aceite que errou e que não pode mudar o passado




Aceite que errou e que não pode alterar esse facto, uma vez que o passado é imutável, ninguém tem poder sobre ele. É normal que reveja a situação vezes sem conta na sua cabeça e que se auto-recrimine, pensando “não devia ter agido assim” ou “devia ter feito aquilo de outra forma”. Estes pensamentos embora naturais, não o levam a lado nenhum, deixam-no preso ao passado e impossibilitam-no de viver o presente.

Rever a situação repetidamente só vai trazer-lhe frustração e pode levar a quadros de baixa autoestima e a uma imagem de si que não corresponde à realidade. Substitua esses pensamentos por outros mais positivos e verá como logo se sentirá mais animado. Além disso o erro é uma forma de aprendizagem, aprenda com o passado mas liberte-se do mesmo. Viva apenas no presente e irá viver mais tranquilo.

Escolha com cuidado a quem pede conselhos

Quando nos encontramos em situações em que não conseguimos pensar com clareza, temos tendência a pedir ajudar a quem nos está mais próximo. Falar dos problemas com um amigo é uma ótima forma de os tornar mais pequenos dentro de nós e de desdramatizar um pouco. Mas evite desabafar com aquele amigo do qual já sabe que vai ouvir “Eu avisei-te”. Estas são as últimas palavras que se querem ouvir quando já se está confuso e arrependido.

Procure alguém que tente genuinamente ajudá-lo, alguém que lhe faça ver a situação com clareza, que o ajude a encontrar o melhor caminho, mas sem julgar, sem o deixar mais confuso do que já estava anteriormente. Por vezes aquele amigo que tem palavras mais dolorosas é aquele que consegue tocar na ferida, e se dói é porque precisa ser curado.

Os amigos das palmadinhas nas costas e que apenas reforçam os nossos dramas pessoais, por muito confortável que seja ouvir as suas palavras que encaixam perfeitamente no nosso mundo, essas palavras não acrescentam nada de novo, apenas reforçam a nossa visão por vezes distorcida da realidade. Procure ouvir aquela pessoa que costuma abalar o seu mundo, mas mantenha uma certa distância porque nas palavras dos outros existe um outro mundo com dramas que não são nossos.

Aprenda com os erros e perdoe-se

Quando se arrepende e jura a si mesmo ou a alguém nunca mais voltar a cometer o mesmo erro, é importante cumprir a promessa. Não perca a oportunidade de aprender com os próprios erros, eles fazem parte da vida e são uma das maiores fontes de aprendizagem e desenvolvimento pessoal. Aprenda a perdoar-se e irá com certeza evitar que cometa o mesmo erro duas vezes, quando não nos perdoamos o sentimento de culpa pode tornar-se corrosivo e deixar marcas que se tornam difíceis de reparar.

Ao quebrar a promessa, pode estar a iniciar um círculo vicioso de erro-arrependimento, que só lhe causará frustração e poderá denegrir a sua imagem junto de quem lhe é próximo. Além disso a sua auto-estima será gravemente afetada com a sua incapacidade em cumprir as suas promessas. Caso tenha dificuldades em manter-se fiel às suas promessas, peça ajuda. Se tem problemas com o álcool, drogas ou se encontra num estado depressivo que facilitam que cometa o mesmo erro várias vezes, o melhor mesmo é pedir ajuda especializada.

A vida é demasiado curta para perder tempo com arrependimentos. Pare de se recriminar, perdoe-se a si mesmo e viva feliz. Imagine-se daqui a um ano: a situação pela qual se recrimina ainda tem importância? Provavelmente não. A melhor forma de aprender como lidar com o arrependimento é deixá-lo no passado, o lugar onde ele pertence. Viva o presente e encare o futuro com otimismo, sem arrependimentos, sentimentos de culpa ou recriminação.

Porque em última análise sem todos os erros que cometemos ao longo da vida também não teríamos a grande maioria das coisas que nos deram mais prazer. Tudo está interligado, aquilo que nos parece um erro, pode muito bem ser aquela oportunidade que precisamos para crescer e obter da vida muito mais do que estaríamos a espera. Se está com dificuldades em vislumbrar uma réstia de esperança talvez esteja na altura de começar a meditar para obter um maior esclarecimento e sentimento de unidade.

Um comentário

  1. Eu creio q agnt tem mais é q aproveitar a vida e fod*-se o arrependimento, agnt só tem 1vida é ela é mtu curta pra ficar se arrependendo do que fez entao bola pra frente…. melhor sr arrepender do que fez do que se arrepender do que nao fez , tudo é experiência de vida….. abraços

Deixar uma resposta